Rua José Bento, 145, Cambuci, São Paulo, SP (11) 3346-3505 | (11) 97495-6610 sac@ergotec.com.br

Entregamos

em todo o Brasil

Parcelamos

em até 12x sem juros no cartão

33 anos promovendo

ergonomia e saúde

Problemas na coluna: conheça os mais comuns

É um hábito mencionarmos a coluna para falar da área das costas, principalmente quando o assunto são incômodos e dores. Por definição, a coluna vertebral é um conjunto de ossos, chamados vértebras. Essas, por suas vez, são divididas nas regiões do pescoço (cervical), tronco (torácica), quadril (sacro) e a ponta final (cóccix).

Dessa forma, alterações na postura, inflamações, torções musculares e outras anormalidades nessas regiões podem causar problemas com maior ou menor gravidade. Em alguns casos, em especial quando se trata da postura, é possível atuar para prevenção e tratamento de doenças e lesões, por exemplo, sob orientação de um médico especialista. 

Confira, a seguir, os problemas na coluna mais comuns.

Lombalgia

Principal causa de afastamentos no trabalho, a dor nas costas, ou lombalgia, atinge a região da lombar, e a má postura durante as atividades está entre as suas principais causas. Além disso, outros problemas que afetam a coluna como a hérnia de disco e artrose também podem ser precedidos ou mesmo desencadear dores agudas ou crônicas na região. Observar e corrigir a postura ao se sentar, evitar o uso de salto alto por período prolongado e praticar exercícios físicos e alongamentos estão entre as formas de prevenção. O tratamento varia de acordo com a origem do problema, podendo ser recomendado uso de medicamentos, fisioterapia e repouso, sempre com prescrição médica.

Lordose

A coluna vertebral pode parecer reta, quando observada de frente. Porém, existem curvaturas em algumas regiões, consideradas naturais. Algumas pessoas, devido a fatores genéticos ou ambientais, podem desenvolver essa curvatura de maneira mais acentuada, característico da lordose, prejudicando as funcionalidades. A doença pode afetar a cervical e lombar e os sintomas surgem quando estas áreas já estão danificadas. Além do diagnóstico clínico, podem ser solicitados exames de imagem e o tratamento visa reduzir os impactos sobre a coluna, podendo ser recomendada cirurgia quando há comprometimento neurológico.

Hérnia de Disco

A coluna vertebral também também funciona como protetora da medula espinhal, que faz parte do sistema nervoso central e atua, basicamente, distribuindo impulsos nervosos do cérebro para outras partes do corpo. As vértebras são formadas por discos que protegem o núcleo gelatinoso, e quando esses discos sofrem desgastes e comprimem o nervo, provocam a hérnia de disco. Dores, fraqueza  e dormência em braços e pernas são sintomas da doença que, em alguns casos, pode necessitar de cirurgia. Existe também a hérnia assintomática, que pode ser corrigida com melhorias na postura.

Cervicalgia

A cervicalgia é a dor sentida no pescoço (região cervical) e pode estar relacionada a inúmeros fatores, como a tensão muscular, conhecida como torcicolo, e problemas posturais e de ergonomia. Outros sintomas, como dificuldade de movimentação, cefaleia e formigamentos nos ombros e braços podem indicar a presença da doença. É preciso identificar a origem do problema para encontrar o tratamento mais adequado. Assim como outros problemas na coluna, existem maneiras de prevenção da cervicalgia, principalmente as dores causadas pela postura incorreta.

Como se prevenir de problemas na coluna

Fatores genéticos, ambientais e os comportamentais, como você viu até aqui, interferem diretamente sobre o surgimento de dores e patologias na coluna. Em relação à postura, é importante manter cuidados diários para que a saúde da coluna não seja prejudicada, cuidando sempre na maneira de sentar – seja trabalhando, dirigindo ou em momentos de lazer no sofá – e deitar, de maneira a mantê-la segura.

Alguns equipamentos ergonômicos ajudam a manter a coluna em posição correta e produtos ortopédicos que contribuem para sustentação durante suas atividades. Conheça um destes neste artigo sobre os tipos de cinta elástica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *